CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Dama do Bosque

- Cale a boca James! – gritou minha mãe, furiosa.
- Quem você pensa que é para falar assim comigo Renata? – meu pai berrou de volta.
- Sua esposa! Aquela que agüenta você há 16 anos!
- Eu quero divórcio!
Eu não podia mais agüentar aquilo. Toda noite eles discutiam por coisas idiotas. Saí do meu quarto e fui em direção à porta da frente, estavam tão concentrados em seu mundinho idiota que nem perceberam o estrondo da porta quando saí.
Andei ruma à parada do ônibus, precisava sumir por um tempo. Não sabia ao certo o que faria a seguir, era meia noite e eu não tinha para onde ir. Apenas precisava chegar à parada do ônibus, o resto eu resolveria depois.
Quando estava a alguns passos da parada, avistei uma pessoa sentada no banco. Minhas mãos começaram a soar. O que eu estava fazendo? Era meia noite! Eu não deveria estar sozinha à uma hora dessas! Enquanto minha mente protestava, meus pés me levaram até a parada.
Por sorte, era uma mulher. Sentei-me ao lado dela e fitei a rua vazia.
- Olá. – disse ela, com sua voz incrivelmente doce.
- Oi. – respondi, minha voz parecendo uma grasnada perto da dela.
- Como se chama? – sabia que não devia falar com estranhos, mas ela parecia inofensiva.
- Hayley.
- Para onde está indo?
- Não sei. – dei de ombros.
- Quantos anos tem?
- 15. – respondi sem prestar atenção à conversa.
- Gostaria de ouvir uma história Hayley?
- Tanto faz. – dei de ombros, mas olhei para ela, um pouco mais interessada.
- 500 anos atrás...


* * *


Em um reino perdido, vivia uma rainha solitária. Um dia, ela se casou com um jovem camponês e eles tiveram uma linda criança.
Kendra era uma menina animada e sorridente, todos a amavam, ela era encantadora. Nunca houvera criança mais linda que ela. Todos a mimavam e a agradavam, e ela adorava toda aquela atenção.
Quando tinha 10 anos, ganhou uma irmãzinha. Naomi era tão linda quanto Kendra, mas era mais simpática. Enquanto Naomi crescia, Kendra percebeu que ela recebia mais atenção. Procurou ignorar a irmã e viver em seu mundinho de luxo.
Quando Naomi tinha 15 anos, foi pedida em casamento. Kendra, que já tinha 25 e ainda era solteira, não pôde acreditar. Ninguém queria esposá-la, pois ela era invejosa, mimada e convencida.
Dominada pela raiva e pela inveja, Kendra esperou até Naomi pegar no sono e arrancou-lhe o coração, comendo-o em seguida. Ela acreditava que, comendo o coração da irmã, teria sua juventude, sua beleza e seu carisma para sempre.
Quando descobriram o que havia feito, Kendra foi expulsa do reino, fadada a vagar pelo bosque sombrio para sempre. Após 30 dias no bosque, vivendo de frutas e carne de pequenos animais, Kendra começou a sentir-se velha e feia. Precisava encontrar uma saída.
Correu pelo bosque, desesperada, durante 20 dias, parando apenas para se alimentar. Então, finalmente, Kendra encontrou uma saída, que levava ao mundo real. Descobriu que todo o seu reino era como um portal ao passado, à 500 anos atrás.
Andou pelas ruas, cansada e machucada, até encontrar uma garota de 16 anos que acabara de sair de uma festa. Dominada pela fome e pelo desejo de ser bonita, Kendra não pensou duas vezes antes de arrancar brutalmente o coração da pobre garota e comê-lo.
Passou, então, a viver na cidade durante a noite e no bosque durante o dia, pois a luz do sol deixava-a velha e feia. Durante a noite, vagava pela cidade, atraindo garotas com seu jeito inofensivo de ser. Matando-as a sangue frio.
Dizem que até hoje a Dama do Bosque vaga pelas ruas das cidades, procurando vítimas de 13 a 19 anos de idade. Roubando-lhes a juventude, a beleza e a vida.


* * *

Eu estava tremendo e minha testa pingava, me impressionara bastante com a história de terror que a mulher acabara de me contar. Respirei fundo, disfarçando o medo.
- Legal. – dei de ombros e voltei a fitar a rua vazia, agora mais atenta.
- Os jovens de hoje não sentem mais medo... Culpa da televisão e dos vídeo games.
- Deve ser. – respondi, indiferente.
- O medo é uma reação inteligente. Alerta as pessoas a se afastarem do que é suspeito. Como uma desconhecida aparentemente inofensiva.
Pensei no que ela acabara de dizer. Fora assim que a rotulei quando a vi: uma mulher que parecia ser inofensiva. Meus olhos se arregalaram e minha respiração tornou-se barulhenta e pesada. Eu estava enlouquecendo, só podia ser. Ela não me alertaria se fosse perigosa. Alertaria?
A mulher começou a rir. O som era delicado e aveludado.
- Está vendo? Esta é uma reação bem saudável. – ela riu novamente.
Relaxei. Ela não era uma assassina. Olhei em meu relógio, era 01h30min da madrugada, meus pais já deviam ter reparado em meu sumiço e, provavelmente, estavam preocupados. Olhei para o caminho de volta para casa. Um arrepio percorreu minha espinha, eu estava com medo de ficar sozinha.
- Para onde você vai? – perguntei a ela.
- Para onde o vento me levar. – ela sorriu – Por quê?
- Preciso ir para casa, mas estou com medo. Você me assustou.
- Desculpe. – ela soltou uma risadinha.
- Acredita mesmo na sua história?
- Não só acredito como tenho certeza de que é real.
- Como pode ter tanta certeza?
Ela abriu um sorriso apavorante.
- Meu nome é Kendra.
Comecei a rir.
- Você é um tipo de “cover” da princesa da história?
- Não. – ela me olhava de um modo tão profundo que quis me afastar.
Levantei-me.
- Bom, vou para casa. Obrigada pela história. Adeus.
- Não vou deixar que vá. – ela estava atrás de mim. – Ninguém escapa da Dama do Bosque. E, para a sua infelicidade, eu sou a Dama do Bosque.
Ouvi sua risada repleta de prazer e de sede de beleza. Vi seus olhos amaldiçoados a me observar. E, então, tudo se apagou.

6 comentários:

In My Life disse...

Que história massa, sinceramente adorei esse tua história, até pq eu sou apaixonada por historias do tipo, to te seguindo....bjs!

Micha Djeiny disse...

que bom que vc gostou!!

jefhcardoso disse...

Oi. Não vou enrolar com conversa mole. Estou divulgando o meu blog. Se você for lá eu ficarei grato pela atenção.
Estou apresentando O Jardim da Morte. Se estes temas não lhe causam mal estar, dê uma passada por lá e deixo o seu comentário.

Abraço: Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com de blog em blog>>

Ray disse...

oi adorei os textos, vc escreve muito bem parabens.
to seguindo ok

Disturbed Angel disse...

Olá! Tenho selos pra você no meu blog...
Um abraço,
Laura.

Laysha Vampira disse...

Passando pra matar a saudade de sua presença.

Beijos querida...vê se apareçe!